(17/05): Tiago Nunes é assunto no Corinthians por motivo nada agradável

Contratado com a esperança de ser mais um acerto da diretoria alvinegra, no quesito apostas no comando técnico, Tiago Nunes pouco rendeu no Corinthians em 2020 e deixou o clube com apenas 26 jogos no currículo. Para o seu lugar, o Timão promoveu o então interino Dyego Coelho.

Atuando como técnico do Corinthians por alguns meses, até a chegada de Vágner Mancini, o ex-jogador do Timão – atualmente no sub-23 do Portimonense, de Portugal – não poupou críticas ao trabalho de Tiago. Em entrevista ao programa ‘Resenha ESPN”, que vai ao ar nesta sexta-feira (17), às 22h (de Brasília), Coelho falou poucas e boas sobre a passagem de Nunes no clube.

Trabalho de Tiago Nunes era ‘uma bagunça generalizada’

“O que o Tiago Nunes fez com o Corinthians foi uma das coisas mais grotescas que eu já vi na minha vida, depois que você pega um time. Em todos os sentidos, com os funcionários do clube, com os jogadores do clube, com uma falta de respeito fora do comum”, disse Coelho à ESPN.

De acordo com o ex-jogador e também técnico alvinegro, no Parque São Jorge os funcionários atuam meio que como um termômetro de tudo. Ou seja, dá para perceber quando as coisas não funcionam dentro e fora de campo. E, segundo Coelho, a passagem de Tiago Nunes foi um desastre.

“Uma situação de querer mandar todo mundo embora para se achar o rei de tudo e o Corinthians, na minha opinião, começou a desandar ali. Ali foi uma questão muito difícil de lidar, com uma casa onde fui criado, desde os oito anos de idade. E encontro pior do que nós encontramos em 2007, muito pior. Quando o boleiro fala, quando vai pra resenha, e você pergunta para as pessoas se tá tudo bem, elas falam: ‘não, esse cara não dá’”, concluiu.

Comentários estão fechados.