Adeus, ídolo! Cássio deixa o Corinthians após 12 anos

A notícia que ninguém gostaria de dar, infelizmente chegou. Depois de longas 12 temporadas, que passaram voando, Cássio não é mais jogador do Corinthians. Goleiro que mais defendeu a meta alvinegra, e atleta com mais títulos pelo Timão, o eterno camisa 12 não se despedirá da Fiel torcida dentro de campo.

Na tentativa de reverter o cenário, após a ida do goleiro para a reserva de Carlos Miguel, a diretoria alvinegra tentou de tudo. Primeiro, aumentou o tempo de contrato para uma possível renovação. Depois, igualou a proposta com a do Cruzeiro – provável destino de arqueiro. Mas, Cássio escolheu sair, mesmo há sete meses do fim de seu vínculo com o clube.

Cássio é parte importante da história do Corinthians

Depois de chegar como mero desconhecido, no final de 2011, Cássio foi ganhando espaço e passou a escrever seu nome na história do Corinthians. Primeiro, com atuações indescritíveis e o inédito título da Copa Libertadores. Poucos meses depois, talvez a melhor atuação individual (de um goleiro) na final do Mundial de Clubes da FIFA, diante do Chelsea, da Inglaterra.

Com um cartão de visitas desse, nem seria necessário fazer muito mais para já cair nas graças da Fiel torcida. Mas, Cássio fez: no ano seguinte, foi campeão do Paulistão e da Recopa Sul-Americana. Em 2015, faturou seu primeiro Campeonato Brasileiro. Duas temporadas depois, repetiu o feito e iniciou a histórica sequência do tricampeonato consecutivo no estadual, que chegou ao fim em 2019 – com títulos sobre Ponte Preta, Palmeiras e São Paulo.

Cássio está eternizado no coração dos torcedores e é, definitivamente, um dos principais ídolos (senão o principal) da história alvinegra. Agora, o ‘Gigante’ defenderá outras cores. Mas, no futuro, quem sabe o camisa 12 não retorne para uma despedida à altura de sua trajetória com a camisa do Timão.

Comentários estão fechados.