Augusto Melo trabalha em silêncio para fechar contrato de R$ 330 milhões no Corinthians

Depois de meses turbulentos à frente do Corinthians, praticamente desde quando assumiu a presidência do clube, Augusto Melo adotou o silêncio para fechar novos contratos. E isso parece ter dado resultado: durante uma renegociação com a Brax, sobre a exploração das placas de publicidade do estádio, os valores saltaram de R$ 240 milhões para cerca de R$ 330 milhões.

Em meio a novela sobre a saída do goleiro Cássio, e as polêmicas envolvidas nos contratos com VaideBet (patrocínio máster) e Gazin (permuta de colchões e camas), Augusto Melo deu uma resposta a Fiel torcida. Além do novo acordo com a Brax, o dirigente fechou mais um negócio benéfico ao clube.

Com nova postura, Augusto consegue respiro nas contas do Timão

Ainda sem nenhuma definição sobre a venda dos direitos de transmissão do Campeonato Brasileiro, de 2025 a 2029, o Corinthians conversou diretamente com a Brax sobre a exploração das placas de publicidade de seu estádio. E, com isso, conseguiu um aumento significativo no contrato que já havia sido fechado há alguns meses.

“A Brax aumentou esses valores de alguns clubes, e o presidente Augusto Melo renegociou o contrato. O Corinthians ganhou um aditivo de R$ 90 milhões”, explicou o jornalista Samir Carvalho, em seu canal no Youtube. O contrato firmado com a empresa é válido por cinco temporadas, até o fim de 2028.

Além disso, Augusto Melo fechou outro bom negócio para o Timão. De acordo com a matéria do portal ‘Bola Vip’, outra empresa – que não teve seu nome divulgado – ficará a cargo dos LEDs superiores da Neo Química Arena e do placar eletrônico, por cerca de R$ 20 milhões. Em situação financeira delicada, tais valores ajudam a dar um respiro nas contas alvinegras.

Comentários estão fechados.