Corinthians bate o pé e Nike vai precisar abrir os bolsos

Depois da novela sobre os direitos de transmissão do Campeonato Brasileiro de 2025 a 2029, a outra negociação que ‘tira o sono’ de parte da Fiel torcida é entre Corinthians e Nike. Com contrato válido somente até o fim deste ano, as negociações sobre uma possível renovação já estão em andamento.

Não é possível falar de Corinthians ou Nike, principalmente no Brasil, sem lembrar um do outro. Afinal, são mais de duas décadas de parceria e ações que rodaram o mundo. Até por isso, porém, a diretoria do Timão acredita que o valor do contrato entre clube e fornecedora de material esportivo está defasado.

Corinthians deixa futuro em aberto: “Pode ser com a Nike ou qualquer outra”

Aberto a novas possibilidades, o Corinthians entende que a parceria com a Nike – que se iniciou em janeiro de 2003 – pode estar perto do fim. Dando prioridade à marca norte-americana, a diretoria alvinegra se mantém em constante negociação para ampliar o vínculo, mas já abrindo chance para ouvir proposta de concorrentes.

Isso, porque segundo a própria cúpula do Timão, os valores do contrato com a Nike estão defasados e já não atendem mais as exigências financeiras do clube. A tendência, agora, é que o vínculo seja renovado ao menos até 2029, mas as conversas devem continuar até o final desta temporada, com o Corinthians buscando a valorização devida.

“Hoje sou presidente para trabalhar pelo melhor. O contrato não fomos nós que fizemos, estamos livres para negociar e já começamos negociações. Pode ser com a Nike ou qualquer outra. Temos uma boa relação, eles sabem que está defasado, existe um acordo legal. Tendência é continuar, vai depender deles, mas queremos um ajuste de mercado”, disse Augusto Melo, no programa ‘Os Donos da Bola’.

Comentários estão fechados.