Corinthians: Caixa se posiciona oficialmente sobre proposta de quitação da Neo Química Arena

A Caixa Econômica Federal emitiu um comunicado nesta sexta-feira, informando que o Corinthians apresentou uma proposta para quitar a dívida referente à Neo Química Arena.

“Representantes da Caixa e do Corinthians se reuniram, e o Clube apresentou uma proposta formal para a quitação do saldo devedor da dívida do contrato de financiamento firmado para a construção da Arena Corinthians“, diz o comunicado do clube.

A nota surge em meio às notícias de que o Corinthians está buscando um acordo para quitar sua dívida. Na última quinta-feira, o presidente Duilio visitou o presidente do Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva, em um encontro que foi registrado nas redes sociais.

Enquanto isso, o diretor financeiro Wesley Melo em entrevista com o GE, disse que o clube planeja negociar 49% da Arena na Bolsa de Valores.

Planejamento

A ideia do Corinthians é permanecer como sócio majoritário da Neo Química Arena e gerar receita por meio da comercialização dessas cotas. Existe a possibilidade de a torcida comprar todas as cotas, mas o cenário mais provável é que um grande investidor adquira a maior parte delas.

O sistema escolhido é o de Fundo Imobiliário, comumente utilizado em shoppings, galpões logísticos e lajes corporativas. Nesse modelo, os compradores das cotas recebem pagamentos, geralmente mensais, como “aluguel” do imóvel. No caso do estádio, esses pagamentos seriam provenientes das receitas geradas, como bilheteria e parcerias comerciais.

A dívida atual do Corinthians com a Caixa Econômica Federal está em R$ 611 milhões. Até o momento, o clube está programado para começar a efetuar os pagamentos desse montante em 2025, e o pagamento se estenderá até 2041, após a quitação dos juros pendentes.

Comentários estão fechados.