Corinthians muda de postura e vai atrás da CBF buscar seus direitos

O empate de 1 a 1 entre Corinthians no último domingo (29) ainda dá o que falar por conta do pênalti contra o clube nos acréscimos do segundo tempo da partida. A diretoria se sentiu bastante prejudicada e contestou o lance. Por conta disso, recorreu a CBF para reivindicar mudanças na arbitragem.

O Corinthians monta um dossiê para pedir o afastamento de Anderson Daronco, árbitro do jogo na Neo Química Arena. O presidente Duilio Monteiro Alves solicitou aos dirigentes que utilizem vários erros do profissional na temporada 2023 e não apenas no último jogo. A ideia é de que o juiz receba uma suspensão maior do que alguns colegas punidos neste ano.

Na manhã desta terça-feira (31), circularam informações de que Daronco teria sido afastado pela CBF. Porém, ele apenas não foi relacionado para a 31ª rodada do Campeonato Brasileiro, fazendo parte da “rotação” de árbitros. Até o momento, a entidade organizadora do torneio não se pronunciou.

Árbitro de Corinthians x Grêmio foi punido

Até o momento, quatro profissionais de arbitragem da CBF já foram punidas no Brasileirão 2023, sendo três árbitros de campo e um árbitro de vídeo. Jean Pierre Gonçalves Lima está passando por reciclagem desde a 13ª rodada em jogo entre Athletico-PR e Palmeiras. Já Bruno Arleu de Araújo foi afastado em Santos x Goiás, uma rodada depois. Porém, ele voltou após um mês “de molho”.

No empate de 4 a 4 entre Corinthians x Grêmio, em jogo atrasado da 15ª rodada realizado em setembro, o árbitro de campo Wilton Pereira Sampaio e o VAR Emerson de Almeida Ferreira receberam punições após não marcarem pênalti de Yuri Alberto contra o Timão. Os dois já voltaram a atuar em partidas da Série A.

Comentários estão fechados.