Endrick pode sofrer com síndrome que afetou Gabriel Moscardo

O atacante do Palmeiras, Endrick, pode enfrentar desafios relacionados à “síndrome da primeira convocação” ao ser chamado para representar a Seleção Brasileira. Como ocorre com alguns jogadores, a primeira convocação pode ter um impacto negativo no desempenho do atleta, e seu retorno ao clube pode ser marcado por um rendimento inferior ao que vinha demonstrando.

Esse assunto traz à memória dos torcedores do Palmeiras o caso de Gabriel Menino. Depois de emergir como uma grande promessa, destacando-se em mais de uma posição e desempenhando um papel crucial na conquista de títulos pelo clube, o meio-campista parece ter sido afetado positivamente pela primeira oportunidade que recebeu na Seleção.

Outros atletas

Gabriel Moscardo, jovem meia do Corinthians, também perdeu espaço no time titular recentemente, após ser convocado para a Seleção sub-21.

Danilo, outro produto da base do Palmeiras, também passou por uma situação semelhante. Após ser convocado por Tite, que comandava a equipe nacional na época, em meados de 2022, o volante experimentou uma notável queda de rendimento. O mesmo cenário foi observado com Raphael Veiga, conforme destacado por alguns torcedores.

Agora, a expectativa é de que a jovem promessa do Palmeiras não seja afetada pela mesma “síndrome” que afetou seus colegas. Afinal, ele tem se destacado nesta reta final da temporada e é a grande aposta de gols da equipe na luta pelo título do Campeonato Brasileiro.

Mesmo sem ter atuado em uma partida, o jovem talento do Palmeiras já deixou sua marca na história do futebol brasileiro. Ao receber uma convocação de Fernando Diniz, o atacante superou Ronaldo Fenômeno e se posicionou como o terceiro jogador mais jovem a ser chamado para a seleção, ficando atrás apenas de Edu e Pelé, que lidera esse ranking.

Comentários estão fechados.