Jogador vacila duas vezes e Corinthians comemora trapalhada no rival

O Corinthians não conseguiu os três pontos na última rodada do Campeonato Brasileiro, quando perdeu por 1 a 0 para o Red Bull Bragantino, no Nabizão. Porém, o Atlético-MG, seu próximo adversário, não contará com um de seus principais atacantes, por estar suspenso. No primeiro turno, o jogador do Galo estava na mesma situação e não pôde atuar contra o Timão

Isso porque, nos dois jogos anteriores, contra o América-MG, Hulk recebeu cartão vermelho por se revoltar contra a arbitragem. As expulsões do atacante influenciam diretamente os duelos com o Corinthians na Série A. No primeiro turno, o camisa 7 foi desfalque do time alvinegro na partida e o Galo foi derrotado por 1 a 0 como mandante. 

Agora, após o cartão vermelho recebido por reclamação contra o América no Parque do Sabiá, Hulk também não poderá enfrentar o Corinthians na Neo Química Arena, pela 33ª rodada do Campeonato Brasileiro. Ainda não há definição de como o ataque será montado por Felipão sem o camisa 7. 

Relembre as expulsões:

As duas expulsões nos jogos contra o América foram devido a ofensas contra a arbitragem. No último sábado (4), o atacante recebeu o cartão por se revoltar após marcação de falta já nos acréscimos do clássico. Na súmula, o árbitro da partida explicou o motivo da expulsão.

“Após ser advertido com o cartão amarelo por reclamação, o mesmo começou a proferir as seguintes palavras: ‘vai tomar no cu, filho da puta, vai se foder’. Em seguida, fez o gesto com as duas mãos de roubo e disse: ‘simplesmente ridículo”, escreveu o árbitro.

No primeiro turno, a expulsão de Hulk foi após o apito final. “O referido atleta proferiu as seguintes palavras: ‘vocês estão comemorando o que? O trabalho de vocês foi uma vergonha!’, ato contínuo o mesmo pediu repetidas vezes a um cinegrafista que estava próximo para que nos filmasse.”, escreveu Wilton Pereira Sampaio.

Comentários estão fechados.