Jornalista crava que Luxemburgo foi apenas “usado” pelo Cruzeiro

O experiente jornalista Juca Kfouri afirmou que o Cruzeiro usou o nome do técnico Vanderlei Luxemburgo como um artifício para despistar após a demissão de Zé Ricardo. Algumas notícias chegaram a noticiar o possível interesse da Raposa no treinador de 71 anos, mas quem acabou assumindo o time foi o diretor técnico, Paulo Autuori.

Em entrevista ao “Meu Timão, Juca Kfouri ainda expôs que o Corinthians cometeu um equívoco ao contratar Luxemburgo em maio deste ano. O treinador foi demitido em setembro, após um desempenho irregular no Campeonato Brasileiro e a eliminação para o Fortaleza na Copa Sul-Americana.

“Politicamente, é claro, nada mais equivocado do que chamar o Cuca. Agora, tecnicamente, ele é, indiscutivelmente, um belíssimo treinador. O Luxemburgo é brincadeira. Lamentavelmente, é brincadeira. É brincadeira a tal ponto que agora o Cruzeiro usou o Luxemburgo como despiste. Olha a que ponto nós chegamos, virou despiste”, afirmou Juca.

Atrito com jogadores

O jornalista também relatou que jogadores do elenco do Corinthians não aprovavam o trabalho e o comportamento de Luxemburgo no clube.

“Vocês sabem, talvez até melhor do que eu, de como foi a saída dele (Luxemburgo), das coisas que ele dizia para os jogadores. ‘Não quero ver coxa de homem, não suspende o short’, dizia isso para o Fábio Santos…”

“Que o Cássio chutou o cooler e disse: ‘Não aguento mais essa merda, não repete um time’. O problema não era não repetir um time. O Guardiola também não repete um time. O problema é que não explica por que não repete um time e como o time melhora ao não se repetir, e não como o time piora”, finalizou.

Comentários estão fechados.