Milton Neves causa discórdia na torcida do Corinthians com declaração sobre arbitragem

O empate de 1 a 1 entre Corinthians e Santos no último domingo (29), causou polêmica por conta do pênalti marcado por Anderson Daronco que gerou o gol de empate da equipe do litoral. Diante da situação, o apresentador Milton Neves fez uma declaração bem debochada que gerou controvérsias na Fiel.

Em sua coluna no portal UOL publicada nesta segunda (30), Milton disse que foi pênalti e ainda condenou a torcida por reclamar do lance. “E chegou a ser engraçada a reação corintiana após o apito final do correto Anderson Daronco. Choraram como nunca contra a arbitragem e o pior: estão chorando sem razão! Foi pênalti, minha gente! Bruno Méndez chega atrasado e comete a penalidade, não tem discussão”, pontuou.

O jornalista ainda disse mais uma vez que o Corinthians é favorecido pela arbitragem. “Tomara que os corintianos cobrem a melhora da arbitragem com este mesmo empenho quando das milhares de próximas oportunidades em que forem beneficiados pelo apito, contra o Grêmio por exemplo”, finalizou.

Corinthians pedirá afastamento de Anderson Daronco

O presidente Duilio Monteiro Alves irá pedir a CBF o afastamento do árbitro Anderson Daronco de todas as competições organizadas pela entidade. Até esta terça-feira (31) a diretoria irá enviar um dossiê com vários vídeos contendo erros do juiz durante toda a temporada, não apenas em jogos do Corinthians.

Duilio ainda argumenta que a CBF não teria a coragem de afastar profissionais de renome como Daronco. De acordo com o mandatário, os únicos alvos da Comissão de Arbitragem, atualmente liderada por Wilson Seneme, são juízes que tem pouco tempo de trabalho nas competições.

“Não dá para entender. O VAR existe para evitar erros óbvios e claros, acho que é isso que está escrito na regra. Hoje, ele foi usado para cometer um erro claro e óbvio. Não tem sentido nem o árbitro ser chamado, muito menos ele ir lá olhar com a experiência que tem e dar um pênalti, inverter uma decisão que já tinha tomado e dar um pênalti desse absurdo”, disse o presidente do Corinthians.

Comentários estão fechados.