Prêmio de gol mais bonito do ano pode acabar nas mãos de ex-Corinthians

Desde que foi vencido por Neymar (2011), e depois por Wendell Lira (2015) e mais recentemente por Guilherme Madruga (2023), o Prêmio Puskás ganhou um lugar especial no coração dos torcedores brasileiros. Agora, inclusive, um ex-jogador do Corinthians pode ser indicado e sonha com a chance de conquistar essa gratificação.

Trata-se do atacante Marcelo Santos, que atualmente defende as cores do Sanjoanense, que disputa a Liga 3 de Portugal. Pelo Timão, o jogador de 28 anos atuou entre 2014 e 2015, mas encerrou sua breve passagem sem nenhuma conquista de título – logo após sua saída, o Corinthians foi campeão brasileiro.

Marcelo Santos: ‘vai ficar sempre marcado em minha vida ‘

Criado em 2009, pelo então presidente Joseph Blatter, o Prêmio FIFA Ferenc Puskás visa premiar o jogador(a), que marcou o gol mais bonito do ano. Com três brasileiros entre os vencedores – Neymar, Wendell Lira e Guilherme Madruga -, a premiação pode contar com um novo membro neste seleto grupo:

“Sobre o Puskás, é um sonho. Espero que seja indicado, seria uma honra muito grande, ainda mais representar meu país na maior premiação do futebol mundial, mas não quero criar expectativas”, disse Marcelo, em entrevista à Gazeta Esportiva.

O jogador também relembrou sua passagem pelo Corinthians, entre 2014 e 2015, quando acabou conhecendo e convivendo com o goleiro Cássio: “Fiquei pouco tempo no Corinthians, mas foi um período de muita aprendizagem. É um clube de uma torcida muito forte, enorme. Então, sem dúvidas vai ficar sempre marcado em minha vida esse meu período por lá. Sou muito grato pela nossa história, mesmo que curta. Tive a oportunidade de conhecer grandes profissionais, como o Cássio”, completou.

Comentários estão fechados.