Presidente da Comissão de Arbitragem da CBF admite erro contra o Corinthians

Wilson Luiz Seneme, presidente da Comissão de Arbitragem da CBF, fez uma avaliação crítica sobre a atuação da equipe de arbitragem liderada por Rodrigo José Pereira de Lima no jogo entre Grêmio e Corinthians. Segundo Seneme, houve um erro ao não assinalar um pênalti a favor do Corinthians.

O incidente ocorreu quando o placar ainda estava 0 a 0, antes da expulsão de Bruno Méndez. De acordo com Seneme, João Pedro, do Grêmio, agiu de maneira “imprudente” em um lance com Matheus Bidu, lateral do Corinthians, dentro da área.

O presidente da Comissão de Arbitragem criticou a equipe do VAR por não avaliar devidamente a ação do defensor, concentrando-se apenas na possível valorização da falta. No diálogo divulgado pela CBF, o árbitro de vídeo Raphael Traci mencionou: “Ele cai, mas não é esse contato que faz derrubar o jogador”.

“Visivelmente o defensor do Grêmio tem uma ação imprudente. Mesmo que não tenha uma referência clara de puxão ou empurrão, o simples fato de colocar o peso do corpo nas costas do adversário, com essa carga, é o suficiente para levar esse jogador ao chão (Matheus Bidu)”, disse o ex-árbitro.

Bruno Méndez

Além do lance envolvendo o ataque do Corinthians, Seneme comentou sobre a expulsão de Bruno Méndez, que ocorreu logo depois, afirmando que a arbitragem acertou ao considerar que o zagueiro uruguaio cometeu “jogo brusco grave”.

O Timão volta a campo também pelo Campeonato Brasileiro, pela 35° rodada, contra o Bahia, na Neo Química Arena, em confronto marcado para o dia 24 de novembro, após a parada para a data FIFA.

Comentários estão fechados.