Quantos títulos do Campeonato Brasileiro o Corinthians possui?

Confira quantos títulos do Campeonato Brasileiro que o Sport Club Corinthians Paulista possui no decorrer da sua história. Figurando entre os maiores clubes de todo o mundo, o Timão tem uma vasta história, seja dentro do país ou ao redor do continente e do globo. Tendo em vista que, por onde passou, o Alvinegro Paulistano conseguiu empilhar taças importantes.

Se levarmos em conta somente aquilo alcançado dentro do país, inclusive, já há motivos para a Fiel comemorar por anos. Ao todo, dentro da competição nacional, foram sete taças do Time do Povo, conquistadas apenas em três décadas, mostrando a força que o time conquistou dentro de campo nos anos 1990, criando uma cultura vitoriosa na equipe.

Sendo assim, vamos relembrar todos os títulos que o Corinthians já conseguiu vencer no Campeonato Brasileiro, lembrando de algumas curiosidades de cada um deles. As taças do Timão foram conquistadas em: 1990, 1998, 1999, 2005, 2011, 2015 e 2017.

1990: A taça em cima do rival

Em 1990, o Corinthians conseguiu conquistar a sua primeira taça do Campeonato Brasileiro, o que acabou tendo também um certo gostinho especial por um embate pessoal com um grande rival do estado. Aquela edição, disputada por 20 times, era composta por teve uma primeira fase envolvendo grupos e uma classificação geral.

Com a quarta melhor campanha, o Timão avançou para a etapa seguinte, eliminatória. Batendo Atlético Mineiro e Bahia, nas quartas e semifinais, respectivamente, o Time do Povo chegou até a tão esperada final contra o São Paulo. O Tricolor, porém, não conseguiu fazer frente ao rival.

Na época, os dois jogos da decisão resultaram em vitórias simples, por 1 a 0, do Alvinegro, com gols de Wilson Mano e Tupãzinho. O grande destaque do time naquela edição da competição foi Neto, que marcou nove vezes ao todo, ajudando sua equipe à conquistar a taça.

1998: bicampeonato do Corinthians

Oito anos depois o Corinthians conseguiu chegar mais uma vez ao topo do futebol brasileiro ao ser o melhor time da competição. Já na primeira fase, o Timão já garantiu o primeiro lugar na classificação, conseguindo vantagem para as eliminatórias. O caminho até a final, inclusive, foi o suficiente para mostrar que o time era de peso.

Fazendo três confrontos por fase, o Timão derrubou Grêmio e Santos até chegar na grande final, que seria disputada contra a Raposa. Com o jogo de ida empatado em 2 a 2, e a volta em 1 a 1, uma partida de desempate precisou ser feita, resultando na vitória e taça do Timão.

Naquela decisão, quem acabou ficando marcado positivamente foi Marcelinho Carioca, que marcou nos três confrontos. O atleta ainda foi o artilheiro do time paulista naquela edição do Campeonato Brasileiro, tendo balançado as redes 19 vezes ao todo.

1999: Dois anos de festa da Fiel

Logo depois de arrecadar o título do Campeonato Brasileiro de 1998, não demorou nada para que o tricampeonato do Corinthians viesse. Isso porque, no ano seguinte, o Timão arrecadou mais uma vez a competição, também de forma épica. Depois de ter a melhor campanha da primeira fase, mais uma vez, o Alvinegro Paulistano ainda passou por alguns clássicos antes de chegar na taça.

Nas quartas de final quem foi derrubado foi o Guarani, com uma vitória e dois empates para o Time do Povo. Já na semifinal, duas vitórias em cima do São Paulo foram o suficiente para levar a equipe comandada por Oswaldo de Oliveira até a grande decisão. Contra o Atlético Mineiro, foram necessárias três partidas para a taça.

Depois de perder no Mineirão por 3 a 2 no primeiro jogo, o Timão foi atrás do resultado e venceu a volta, com show de Luizão, que ainda acabou expulso, por 2 a 0. O confronto de desempate terminou empatado, levando a taça para Itaquera. O destaque do Timão foi justamente o atacante que marcou três vezes nas finais, já que ele fez 21 gols ao todo na competição.

2005: O primeiro título do Corinthians nos pontos corridos

Em 2005, o Corinthians chegou ao título do Campeonato Brasileiro pela quarta vez em sua história, mas, diferente das taças anteriores, dessa vez a conquista veio por meio dos pontos corridos. Em um ano marcado também pela Máfia do Apito e por algumas polêmicas de arbitragem, o time paulista conseguiu a taça deixando o Internacional em segundo.

Ao todo aquela campanha envolveu 42 partidas, tendo em vista que eram 22 clubes disputando a competição. O Time do Povo conquistou 24 vitórias, nove empates e nove derrotas no torneio, somando 81 pontos. Com 87 gols marcados, ainda teve o melhor ataque disparado. O destaque individual daquela edição foi Carlos Tévez, que marcou 20 vezes para ajudar o Timão com a taça.

2011: Pentacampeão brasileiro e caminho para a Glória Eterna

Em 2011, foi a primeira vez que o Corinthians arrecadou o Campeonato Brasileiro nos moldes que se encontram atualmente. Em uma disputa de 20 times por 38 rodadas, com turno e returno, a equipe alvinegra terminou o ano como o melhor, deixando para trás o Vasco da Gama, que ficou em segundo colocado.

A campanha daquele ano envolveu 21 vitórias, com oito empates e nove derrotas, somando 71 pontos conquistados. Além de que o título em questão acabou liderando para a Copa Libertadores de 2012, que terminou com a taça, sendo também especial no coração dos alvinegros.

2015: Só Love no Timão

Em 2015, o Corinthians procedeu com mais uma campanha de destaque e estável, chegando à taça no final do ano. Depois do Atlético Mineiro se destacar e liderar por algumas rodadas, a equipe comandada por Tite assumiu a ponta na 18ª partida e ficou por lá em todo o segundo turno.

A campanha, inclusive, terminou com uma grande margem para o segundo colocado, foram 81 pontos conquistados enquanto o vice, o Galo, fez apenas 69. O destaque artilheiro daquele ano ficou para Vágner Love, que marcou 14 vezes e foi o artilheiro do time. Mas, no geral, Jadson tomou os corações alvinegros ao marcar 13 vezes e ainda dar 12 passes para tentos de companheiros.

2017: A defesa de milhões e o hepta do Corinthians

Em 2017, o Time do Povo chegou até o seu sétimo título do Campeonato Brasileiro após liderar por impressionantes 34 rodadas. Depois de arrancar no tranco no começo, com alguns empates, o time manteve uma campanha invicta por muito tempo, marcado como uma das melhores defesas da história da competição nacional.

Com Jô sendo seu grande artilheiro do ano, com 18 gols, a defesa formada por nomes de peso como Cássio, Fagner, Guilherme Arana, Balbuena e Pedro Henrique, fez com que o time de Fábio Carille chegasse ao topo e não saísse mais. Assim, esse time do Corinthians ficou marcado para sempre por todo o destaque e feitos históricos alcançados naquela edição da competição.

Comentários estão fechados.