Ronaldo Fenômeno define novo técnico do Cruzeiro e Luxemburgo faz cara feia

O Cruzeiro anunciou nesta terça-feira (14) o seu novo técnico para o restante do Campeonato Brasileiro. Paulo Autuori, diretor técnico, integrará a comissão interina até o final da temporada e terá a responsabilidade de evitar um novo rebaixamento do clube mineiro. Ele sucederá Zé Ricardo, demitido após a derrota para o Coritiba.

A equipe técnica de Paulo Autuori contará com o treinador do sub-20, Fernando Seabra, e o auxiliar permanente Vinicius Rovaris, que seguirão as diretrizes estratégicas do diretor técnico do Cruzeiro.

Paulo Autuori enfrentará Fortaleza, Vasco, Goiás, Athletico, Botafogo e Palmeiras durante o comando do Cruzeiro. Atualmente, o clube mineiro ocupa a 17ª colocação na tabela do Campeonato Brasileiro, com um ponto a menos em relação ao Bahia, o primeiro time fora da zona de rebaixamento.

Segundo informações do portal GE, o Cruzeiro tentou contratar Vanderlei Luxemburgo, mas sem sucesso. Em nota oficial, a equipe afirmou que “o objetivo é que o clube mantenha o seu alinhamento operacional interno e concentre todas as forças e energias para os próximos seis jogos da competição”.

Identificação com a Raposa

Paulo Autuori tem uma história prévia de comandar o Cruzeiro em três ocasiões distintas. A primeira foi em 1997, quando conquistou os títulos da Libertadores e do Campeonato Mineiro. Posteriormente, ele esteve à frente do time no final de 1999 e no início de 2000. Sua terceira passagem ocorreu em 2007, durante o Campeonato Mineiro, mas após perder o primeiro jogo da final para o Atlético Mineiro, ele pediu demissão.

Seu último trabalho como treinador foi no Atlético Nacional, da Colômbia, de onde saiu em julho deste ano. Antes disso, Autuori desempenhou funções nos bastidores, exercendo o cargo de coordenador técnico em clubes como Athletico-PR, Goiás e Internacional entre 2021 e 2022.

Comentários estão fechados.