Sylvinho saiu vaiado do Corinthians para se tornar ídolo de um país inteiro na Europa

A Seleção da Albânia, comandada por Sylvinho, ex-técnico do Corinthians, conquistou a classificação para a Eurocopa de 2024, que será realizada na Alemanha. A vaga foi confirmada após o empate em 1 a 1 contra a Moldávia, nesta sexta-feira (17), pelas Eliminatórias.

Esta será a segunda participação da Albânia na história da competição. O time lidera o Grupo E com 14 pontos e ainda tem uma partida a ser disputada. Resta apenas uma vaga disponível no grupo, que inclui também República Tcheca (2ª, com 11 pontos), Polônia (3ª, com 10), Moldávia (4ª, com 10) e Ilhas Faroe na lanterna, com um ponto, sendo a adversária da Albânia na última rodada.

Sylvinho assumiu o comando da Albânia em janeiro deste ano, após quase um ano desempregado, acompanhado dos brasileiros Doriva e do ex-lateral argentino Pablo Zabaleta como auxiliares técnicos.

Seu último trabalho havia sido no Corinthians, clube no qual tinha uma forte ligação como ex-jogador, mas a sua atuação como treinador recebeu críticas da torcida corintiana.

Punição

Na última sexta-feira (17), a Procuradoria da Justiça Desportiva solicitou a suspensão preventiva do gerente de futebol Alessandro Nunes e do presidente do Corinthians. A solicitação está relacionada à conduta dos dirigentes durante a partida contra o Grêmio.

A decisão final será tomada por José Perdiz de Jesus, presidente do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), e espera-se que seja definida na próxima semana. É importante ressaltar que os dirigentes do Corinthians abordaram o árbitro no confronto contra a equipe gaúcha.

Adicionalmente, o defensor Bruno Méndez, junto com Bruno Alves, do Grêmio, ambos expulsos na partida, foram denunciados e estão sujeitos a julgamento. A data para a realização do julgamento pelo processo na Comissão Disciplinar ainda não foi estabelecida.

Comentários estão fechados.