Veja o que aconteceu com Luan, envolvido em mais um capitulo polêmico

Depois de viver o auge no esporte da bola nos pés, sendo eleito ‘Rei da América’ em 2017, depois de conquistar Copa do Brasil e Copa Libertadores com o Grêmio, Luan viu sua carreira desandar no futebol. Envolvido em polêmicas fora de campo, o atacante colecionou passagens insignificantes por diversos clubes até ser dispensado pelo Vitória no início do Brasileirão 2024.

Agora, o jogador voltou ao centro das atenções depois da participação do presidente do clube baiano, na noite da última quinta-feira (16), ao programa ‘PodZé’. Na conversa, dentre vários assuntos, Fábio Mota falou sobre o plano arriscado de levar Luan ao Leão da Barra, com o mesmo não sendo aprovado pelo então técnico Léo Condé.

Sem clube desde abril, Luan recebe sondagens de clubes da Série B

“Luan foi o único que ele não avalizou, para ser justo. Se alguém errou com Luan, fui eu. Não tenho problema em assumir meus erros. Pela condição financeira do Vitória, não tem condição de ter um jogador como o Luan, do Grêmio. Recuperamos uma série de jogadores aqui, como Zeca e Osvaldo”, afirmou o presidente.

Apesar de não ter comprometido o lado financeiro do Vitória, Luan não era ‘bem visto’ pelo técnico Leo Condé. De acordo com Fábio Mota, o atacante de 31 anos foi o único atleta que não teve aprovação de Léo Condé. Agora, com propostas de dois clubes da Série B, existe a chance para que o atacante reconstrua sua reputação.

“Fizemos uma aventura calculada, sem risco de grana para trazer Luan e fazer três meses de observação. Não deu certo. É um jogador dedicado, treinava em dois turnos, não tenho o que falar dele, mas não deu certo e foi embora e não teve prejuízo”, completou.

Comentários estão fechados.